A pré-história da língua portuguesa: a influência germânica para o léxico português

Padrão

Os domínios visigótico e árabe – esse último, principalmente – foram importantes para a formação do léxico português. A Península Ibérica foi invadida por povos germânicos em 409, e os visigodos, os mais civilizados dentre esses povos, logo se fundiram com a população romana, dando início ao seu império. Com a posterior invasão árabe, em 711, o império visigótico ruiria e, com ele, os últimos vestígios das tentativas de se manter o latim vulgar como língua corrente.

(Embora vasto, o reinado dos visigodos não contribuiu muito para o léxico português)

(Embora vasto, o reinado dos visigodos não contribuiu muito para o léxico português)

A contribuição goda no que diz respeito à formação de vocábulos em português não foi muito significativa: não ultrapassa mais de quarenta termos, sendo que cerca de trinta também podem ser encontrados em outras línguas românicas.

Há quatro grupos de palavras godas que se mantiveram em português:

1º) palavras de origem gótica que já pertenciam ao latim vulgar: albergue, arrear, bramar, bando, elmo, espora, guarda, guerra, rapar, trégua;

2º) palavras comuns a todas as regiões ocupadas pelos godos: aspa, espeto, espiar, estala, garbo, mofo, mofino, roca, taco, ufanar-se;

3º) palavras peculiares à Península Ibérica e à França, ou à Península e à Itália: agasalhar, brotar, estaca, fato, roupa, sítio, triscar;

4º) palavras privativas dos idiomas ibero-românicos: aio, aia, aleive, enguiçar, escanção, ganso, guarecer, íngreme, luva, malado, tascar.

Essas palavras portuguesas de origem germânica pertencem, se prestarmos atenção, a certos campos semânticos, como, por exemplo, guerra, vestuário, casa e equipamentos domésticos e animais. Nomes próprios de pessoas, como Fernando, Rodrigo, Álvaro, Gonçalo e Afonso, por exemplo, também têm suas origens com os visigodos.

 

Texto adaptado de:

CUNHA, C. F. e CINTRA, L. F. Cap. 1 In: Nova gramática do português contemporâneo. 5ª edição, 4ª impressão. Rio de Janeiro: Lexikon, 2010.

TEYSSIER, P. Cap. 1 In: História da língua portuguesa. (Tradução de Celso Cunha). São Paulo: Martins Fontes, 2007.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s